Temer vai cortar quase 2 mil postos de serviços de banco postal

Em Pernambuco, 150 agências serão desativadas. Atualmente, o serviço é oferecido em 6.500

Escrito por: SEEC-PE • Publicado em: 02/10/2017 - 15:59 • Última modificação: 02/10/2017 - 16:03 Escrito por: SEEC-PE Publicado em: 02/10/2017 - 15:59 Última modificação: 02/10/2017 - 16:03

Os Correios anunciaram o fim dos serviços do Banco Postal em 1.827 agências da rede em 12 Estados  a partir do dia 11 de outubro. Em Pernambuco, 150 agências serão desativadas. Atualmente, o serviço é oferecido em 6.500 unidades.

O Banco Postal é uma marca dos Correios em parceria com o Banco do Brasil (BB) que presta serviços bancários básicos, como saques, abertura de conta e empréstimos.

"O principal prejuízo será para a população. Nas pequenas cidades onde o BB não tem agências, a população ficará sem atendimento, principalmente, os aposentados e os beneficiários do INSS que precisarão se deslocar para outro município para realizar os saques", afirma o secretário de Assuntos Jurídicos do Sindicato dos Bancários de Pernambuco, João Rufino. 

Para o dirigente,  a medida poderá ter consequências semelhantes às registradas com o fim do banco Bandepe no Estado. "O impacto para a economia local dos pequenos municípios é muito grande, porque a circulação de dinheiro nesses municípios será reduzida, podendo resultar na falência do comércio e no desemprego" critica.

Os Correios alegam que a decisão de encerrar o serviço em parte das agências foi tomada devido aos custos altos de novas medidas de segurança exigidas pela Justiça.

Título: Temer vai cortar quase 2 mil postos de serviços de banco postal, Conteúdo: Os Correios anunciaram o fim dos serviços do Banco Postal em 1.827 agências da rede em 12 Estados  a partir do dia 11 de outubro. Em Pernambuco, 150 agências serão desativadas. Atualmente, o serviço é oferecido em 6.500 unidades. O Banco Postal é uma marca dos Correios em parceria com o Banco do Brasil (BB) que presta serviços bancários básicos, como saques, abertura de conta e empréstimos. O principal prejuízo será para a população. Nas pequenas cidades onde o BB não tem agências, a população ficará sem atendimento, principalmente, os aposentados e os beneficiários do INSS que precisarão se deslocar para outro município para realizar os saques, afirma o secretário de Assuntos Jurídicos do Sindicato dos Bancários de Pernambuco, João Rufino.  Para o dirigente,  a medida poderá ter consequências semelhantes às registradas com o fim do banco Bandepe no Estado. O impacto para a economia local dos pequenos municípios é muito grande, porque a circulação de dinheiro nesses municípios será reduzida, podendo resultar na falência do comércio e no desemprego critica. Os Correios alegam que a decisão de encerrar o serviço em parte das agências foi tomada devido aos custos altos de novas medidas de segurança exigidas pela Justiça.



Informativo CUT PE

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.