Pernambuco sedia Encontro de Comunicação Popular do Nordeste e Curso Popular de Rádio

A CUT-PE participou das principais discussões das atividades.

Escrito por: Comunicação CUT-PE • Publicado em: 04/10/2017 - 11:43 • Última modificação: 04/10/2017 - 12:09 Escrito por: Comunicação CUT-PE Publicado em: 04/10/2017 - 11:43 Última modificação: 04/10/2017 - 12:09

PH Renaux O Encontro de Comunicação Popular do Nordeste, aconteceu nos dias dias 28 e 29 de setembro

O Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), o Centro Popular de Mídias e o Jornal Brasil de Fato realizaram no período de 28 de setembro a 03 de outubro duas importantes atividades relacionadas à comunicação. Primeiro foi o Encontro de Comunicação Popular do Nordeste, dias 28 e 29 de setembro. Esta atividade reuniu vários estados do nordeste e contou com a presença de alguns estados de outras regiões do Brasil.

Os debates realizados durante o encontro foram cheios de conteúdos e bastantes esclarecedores a respeito da disputa hegemônica em torno do tema comunicação. O secretário de comunicação da Central Única dos Trabalhadores de Pernambuco (CUT-PE), Fabiano Moura, participou da primeira fase da atividade e faz uma avaliação bastante positiva do encontro, “muito louvável a iniciativa do MST e do Jornal Brasil de Fato. Ficou muito claro nesse encontro que nenhum projeto será verdadeiramente fortalecido, caso não seja criado a partir da construção popular e que é necessário construir ferramentas de comunicação autônomas e de classe, apenas dessa forma poderemos fazer frente aos instrumentos de comunicação da classe dominante que depõem contra a democracia e tentam ferir a dignidade do povo brasileiro.”, afirmou.

O encontro mostrou também as diversas experiências populares de comunicação, deixando claro que é possível, de forma criativa, participativa e organizada, construir mecanismos que dialoguem com as diversas linhas de pensamentos. É preciso falar para além das nossas idéias, saber utilizar as ferramentas existentes a nosso favor é imprescindível na luta contra-hegemônica pela democratização dos meios de comunicação. Monyse Ravena, da assessoria de comunicação da CUT e jornalista do Brasil de Fato, ajudou na construção desse importante encontro regional. Ela fala dessa importante iniciativa, tanto do encontro de comunicação popular do nordeste como do curso popular de rádio que aconteceu no período de 30 de setembro a 03 de outubro, “o Encontro teve a função de tirar grandes linha políticas gerais da comunicação e o Curso Popular de Rádio de nos aperfeiçoar nessa ferramenta de comunicação que é o rádio, a mais democrática que temos hoje, finalizou.

Título: Pernambuco sedia Encontro de Comunicação Popular do Nordeste e Curso Popular de Rádio, Conteúdo: O Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), o Centro Popular de Mídias e o Jornal Brasil de Fato realizaram no período de 28 de setembro a 03 de outubro duas importantes atividades relacionadas à comunicação. Primeiro foi o Encontro de Comunicação Popular do Nordeste, dias 28 e 29 de setembro. Esta atividade reuniu vários estados do nordeste e contou com a presença de alguns estados de outras regiões do Brasil. Os debates realizados durante o encontro foram cheios de conteúdos e bastantes esclarecedores a respeito da disputa hegemônica em torno do tema comunicação. O secretário de comunicação da Central Única dos Trabalhadores de Pernambuco (CUT-PE), Fabiano Moura, participou da primeira fase da atividade e faz uma avaliação bastante positiva do encontro, “muito louvável a iniciativa do MST e do Jornal Brasil de Fato. Ficou muito claro nesse encontro que nenhum projeto será verdadeiramente fortalecido, caso não seja criado a partir da construção popular e que é necessário construir ferramentas de comunicação autônomas e de classe, apenas dessa forma poderemos fazer frente aos instrumentos de comunicação da classe dominante que depõem contra a democracia e tentam ferir a dignidade do povo brasileiro.”, afirmou. O encontro mostrou também as diversas experiências populares de comunicação, deixando claro que é possível, de forma criativa, participativa e organizada, construir mecanismos que dialoguem com as diversas linhas de pensamentos. É preciso falar para além das nossas idéias, saber utilizar as ferramentas existentes a nosso favor é imprescindível na luta contra-hegemônica pela democratização dos meios de comunicação. Monyse Ravena, da assessoria de comunicação da CUT e jornalista do Brasil de Fato, ajudou na construção desse importante encontro regional. Ela fala dessa importante iniciativa, tanto do encontro de comunicação popular do nordeste como do curso popular de rádio que aconteceu no período de 30 de setembro a 03 de outubro, “o Encontro teve a função de tirar grandes linha políticas gerais da comunicação e o Curso Popular de Rádio de nos aperfeiçoar nessa ferramenta de comunicação que é o rádio, a mais democrática que temos hoje, finalizou.



Informativo CUT PE

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.